quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Mulher Maravilha



Um dos filmes mais legais que já vi: Mulher Maravilha... Sua beleza... Sua inteligência... Sua força interior e exterior... Seus talentos, habilidades, cultura.... A parte que ela de repente para, encantada, com um bebê; criaturinha que talvez no seu mundo, nunca tenha visto... Seu coração que se condói com o sofrimento de outras pessoas... Suas explicações espontaneamente feministas: O cara acha que pode ensinar-lhe algo sobre sexo, quando ela já nasce com o poder... kkkkk... Fora a cena incrível do beijo...

Você sai do cinema, identificada, mas também querendo ser essa heroína... Com seu laço que expreme as pessoas até contarem a verdade... rsrs... E com seus invencíveis braceletes, cujos punhos incrivelmente ágeis, desviam e amortecem todos os tiros na velocidade da luz (Preciso dessas jóias, pra desviar um monte de gente...). Ela é uma amazona!!! Ela pode qualquer coisa!!! Até o diabo, ela derrota!

Acredito que existam, na realidade, muitas Mulheres Maravilha no nosso mundo... Acredito que todas somos... Mas a verdade é que somos todas mortais... Pobres mortais... Nessa guerra entre o bem e o mal, precisamos do poder de Cristo, para vencer... Essa conversa de: "Descubra o Deus que existe em você", não existe... De fato, a história da Mulher Maravilha, é a história de Cristo, recheada de fantasia e erros teológicos... (Quando saí do cinema eu já sabia que o Michelson iria comentar isso...).

Enfim... A realidade dura da vida, é diferente... Não existe fantasia... Só na cabeça da gente... O tal do auto-fluxo, que o Augusto Cury tanto fala... Que não nos deixa morrer de tédio, solidão e angústia existencial...

A verdade é que muitas mulheres têm suportado tanta porrada, pancada, surra, que têm morrido... Ou sobrevivido com sequelas físicas, mentais e/ou emocionais... Muitas mulheres têm suportado tanto abuso de pais, namorados, maridos, que têm morrido para a vida... Enterrado seus sonhos... Muitas mulheres têm suportado tantas pressões e perseguições na família, na igreja, no trabalho, na sociedade, que têm embrutecido, enlouquecido, adoecido... Têm perdido até a beleza interior e exterior... Têm passado por depressões, ansiedades, loucuras e tido suas capacidades mentais e emocionais, comprometidas... Muitas mulheres têm perdido até a fé... Por causa de membros e pastores, usados não por Deus, mas pelo inimigo... Muitas mulheres têm suportado o que muito homem, não teria capacidade pra suportar...

Por isso, me revolta, quando muitas vezes um idiota comenta coisas do tipo:

“...Ficou amarga...”
“...Você tá ficando igual sua mãe...”
“...Parece uma bruxa...”
“...Isso é falta de macho...”
“...Se acha mas não tem nem bunda...”
“...Não serve pra nada...”
“...É uma vagabunda...”
“...É sapatão...”
“...Você reclama demais...”

São só alguns exemplos...

Revolta ouvir, ver e sentir tanta covardia, tanta falta de sensibilidade e compreensão...

Agora... O pior é que quando uma mulher faz igual, com os homens, parece que é mil vezes mais criticada... Mil vezes mais mal falada... Mil vezes mais vítima de oposição... Mil vezes mais levadas a crer, que são culpadas por sentir, falar e agir dessa ou daquela forma... Como se esses homenzinhos, fossem de cristal...

Muita gente nem sonha, o que pode esconder-se atrás de um sorriso... Mais... Muitas vezes as pessoas com o sorriso mais bonito, supreendentemente são, as que mais sofreram... O mundo só se toca quando esse sorriso desaparece... E dá lugar a um rosto triste ou cheio de ira...


“Não aceite críticas de quem não conhece suas lutas”



Rosely T. Sales

sexta-feira, 14 de julho de 2017

A solidão


Acredito que no fundo, ninguém gosta de ficar sozinho... Todo mundo quer achar uma alma gêmea... Se é que ela existe... Esse alguém que conseguiria estar na mesma sintonia... Ou no mínimo, pessoas com as quais nos identificássemos... Que estivessem à altura daquilo que vai no nosso ser... Com as quais nossa alma, mente, corpo e coração pudessem “dialogar” de igual pra igual... Com as quais pudéssemos, de preferência, aprender... Mas que também pudessem nos aceitar...

Porém a solidão é preferível a muitas coisas...

É preferível àquelas pessoas, que fingidamente querem parecer a todos, amor por você, quando na verdade foram os principais autores do motivo motor de toda a sua busca irrefreada por aquilo que lhe deveria ser naturalmente oferecido; porém manipuladamente, subtraem... Ou dão, mas sugam... Ensinam, mas deturpam... Machucam, mas não reconhecem... Matam; assassinam o seu eu... Mas dizem: “Amo você...”

É preferível àquelas pessoas, que por não compreenderem, criticam... Que enfiam dentro de si e dos mais próximos, sua verdade absoluta, mas são “apegados a uma só idéia, estereotipados em sua maneira de agir”... EGW - OE, pág. 119, por medo, competição ou falta de visão...

É preferível àquelas pessoas, que demonstram desejos ou atitudes egoístas com relação a você, e que consequentemente te provocam uma linguagem corporal ou oral, à altura; mas que, imaturamente, não aceitando, se voltam contra você, como se tivessem razão...

É preferível àquelas pessoas, que se utilizam de suas vantagens, prerrogativas ou poder, para explorar, abusar, manipular, controlar, dominar ou te desequilibrar e não têm nenhuma vergonha de aparecer ou se promover para os demais, como se estivessem moral, profissional ou espiritualmente acima de você...

É preferível àquelas pessoas, que fantasiam sua perfeição, se decepcionam e daí te largam... Ou àquelas que são ocupadas 24 horas por dia... Ou àquelas que se aproveitam das suas brechas... Ou àquelas que não entendem expressões artísticas... Ou àquelas, cujo amor se condiciona a você aguentar loucuras mil, mas sem enlouquecer...

É preferível àquelas pessoas, que são “tão inteligentes” e “tão sapientes”, que interpretam tudo o que você faz ou é, do jeito errado... E ainda tentam provar para os outros, a sua tese...

É preferível àquelas pessoas, que não têm um mínimo de sensibilidade com as suas cicatrizes, criando mais cicatrizes...

É preferível àquelas pessoas, que ao invés de serem geradoras de vida, te geram doenças...

É preferível àquelas pessoas, que vestem máscaras ou acham que a vida é um teatro...

É preferível àquelas pessoas, que você explica, explica, explica e infelizmente parecem não entender nada...

É preferível a atividades, as quais você não se interessa, ou não se identifica, ou que não te nutrem, sendo muito mais interessante passar o dia inteiro ou varar a madrugada fazendo coisas que pra você, fazem sentido...

Quando você alcança um nível no qual você enxerga rapidamente o que está na sua frente e como sua vida pode virar de cabeça pra baixo se você der trela, atenção ou dedicação, você não pensa duas vezes... Levanta, pega você mesmo e vai para o TEU lugar, para o TEU espaço, para o TEU mundo...

Mas como ninguém é uma ilha e realmente Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só...”, a gente sofre... E muito... Mas a experiência me tem ensinado que cada um tem a sua realidade e personalidade, e que ficar sozinho muitas vezes, é melhor do que estar mal acompanhado... Não de pessoas imperfeitas, porque todo mundo é imperfeito, mas de gente ou atividades, que você sabe que podem te fazer mais mal, do que bem...

Então, realmente...

A solidão é preferível a muitas coisas...


Rosely T. Sales

segunda-feira, 24 de abril de 2017

O medo causado pela inteligência




Quando Winston Churchill, ainda jovem, acabou de pronunciar seu discurso de estréia na Câmara dos Comuns, foi perguntar a um velho parlamentar, amigo de seu pai, o que tinha achado do seu primeiro desempenho naquela assembléia de vedetes políticas.

O velho pôs a mão no ombro de Churchill e disse, em tom paternal: - "Meu jovem, você cometeu um grande erro. Foi muito brilhante neste seu primeiro discurso na Casa. Isso é imperdoável! Devia ter começado um pouco mais na sombra. Devia ter gaguejado um pouco. Com a inteligência que demonstrou hoje, deve ter conquistado, no mínimo, uns trinta inimigos. O talento assusta".

Ali estava uma das melhores lições de abismo que um velho sábio pôde dar ao pupilo que se iniciava n'uma carreira difícil. Isso, na Inglaterra. Imaginem aqui, no Brasil.

Não é demais lembrar a famosa trova de Ruy Barbosa: - "Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que, às vezes, fico pensando que a burrice é uma Ciência".

A maior parte das pessoas encasteladas em posições políticas e de chefia é medíocre e tem um indisfarçável medo da inteligência. Temos de admitir que, de um modo geral, os medíocres são mais obstinados na conquista de posições.

Sabem ocupar os espaços vazios deixados pelos talentosos displicentes que não revelam o apetite do poder. Mas, é preciso considerar que esses medíocres ladinos, oportunistas e ambiciosos, têm o hábito de salvaguardar suas posições conquistadas com verdadeiras muralhas de granito por onde talentosos não conseguem passar. Em todas as áreas encontramos dessas fortalezas estabelecidas, as panelinhas do arrivismo, inexpugnáveis às legiões dos lúcidos.

Dentro desse raciocínio, que poderia ser uma extensão do Elogio da Loucura, de Erasmo de Roterdan, somos forçados a admitir que uma pessoa precisa fingir de burra se quiser vencer na vida.

É pecado fazer sombra a alguém até numa conversa social. Assim como um grupo de senhoras burguesas bem casadas boicota automaticamente a entrada de uma jovem mulher bonita no seu círculo de convivência, por medo de perder seus maridos, também os encastelados medíocres se fecham como ostras à simples aparição de um talentoso jovem que os possa ameaçar.

Eles conhecem bem suas limitações, sabem como lhes custa desempenhar tarefas que os mais dotados realizam com uma perna nas costas, enfim, na medida em que admiram a facilidade com que os mais lúcidos resolvem problemas, os medíocres os repudiam para se defender.

É um paradoxo angustiante. Infelizmente temos de viver segundo essas regras absurdas que transformam a inteligência numa espécie de desvantagem perante a vida. Como é sábio o velho conselho de Nelson Rodrigues: - "Finge-te de idiota e terás o céu e a terra".

O problema é que os inteligentes gostam de brilhar.

Que Deus os proteja, então, dos medíocres !!!



Por Maria do Carmo

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Se a igreja é um hospital, tudo é permitido...?



Até que ponto devemos ficar calados esperando o Céu se encarregar do juízo e continuarmos nos nossos bancos orando por justiça...? Se a igreja é um hospital ela tem o direito de continuar cultivando certos tipos de comportamento que acabam passando por alto e se tornando “normais”, afugentando aqueles que gostariam de frequentá-la...? Por que tanta gente tem raiva de igreja e abomina tudo o que diz respeito à religião...? Por que pessoas que já foram membros ativos acabam se afastando...?

É o profissional de saúde que sobe no púlpito mencionando fulano que, coitadinho, “tá dodói...”, sugerindo ironicamente que a dor do outro não merece atenção, respeito, compaixão... Mas justamente um profissional de saúde...?! Aquele que escolheu a cura por profissão e deveria ter mais misericórdia com o doente do que os outros...?

E os assédios de gente que não presta, dentro da igreja...? Os fulaninhos às vezes já vem com a mão rígida e estendida bem na direção do seu nariz de um jeito tão invasivo, que é pra você não ter nem opção de rejeitar suas “amizades” tão irrecusáveis...!!! Afinal de contas, todos fazem o seu tipo, não...? Outros ficam bem lá no fundão da igreja, só esperando você baixar a guarda... Parecem mais uns vira-latas passa-fome salivando pelo osso... E quando você simplesmente recusa as companhias de outros, "tão especiais", os "nobres cavalheiros" vêm perguntar se você tem problema de relacionamento... No meu caso, eu tenho sim, restrições a relacionamentos com canalhas...

E as mulheres infantis...? Você tá sentada, lá no fundo, a cidadã percebe que você não quer ela do seu lado, mas mesmo assim se senta do seu lado e pergunta por que você não tá frequentando a escola sabatina... Você dá uma desculpa... Mas ela parece não entender...!! Porque no sábado seguinte chega do seu lado, em outro banco, e pergunta se pode se sentar justamente... DO SEU LADO...??!! Aí, você volta à ES, está participando na classe, e ela faz uma pergunta, assim, bem arrogante, justamente pra... VOCÊ?? Aí você fica dois anos sem ir na igreja... Depois dos dois anos (gente, muito tempo pra se tocar, não...?), a cidadã se senta justamente do seu lado na ES e ainda começa a fazer perguntas...?! DE NOVO...??!!! Gente, mas qual é o problema dessa mulher, que até hoje eu não entendi...??!!!

E os profissionais de segurança...? Ah, esses são sensíveis...!!! Tu não pode ser você mesma, entendeu?! Você tem que fingir que tu é o tipo deles... Finja que eles são poderosos, fortes, inteligentes, bonitões (aff!!!), que você vai se dar bem... Porque já que eles não têm NENHUM PINGO DE PSICOLOGIA, pode ser que eles te prendam só porque você chegou na igreja cheia de traumas e problemas tão cabeludos, que simplesmente não dá pra você simplesmente sorrir e mandar beijinho pra todo mundo... Claro, você é uma ameaça!!! Quem já viu mulher não sofrer sorrindo??!!! E que falta de respeito é essa você se afastar dos tão seguros macho men???

E os líderes religiosos...? Ô, povinho bão...!!! Incontestavelmente são os mais atacados de atração pelas “membras”...! Ficam te esperando na porta da igreja pra te cumprimentar, dizer “bom sábado”, mas são uns covardes...! Você se senta num local pra ficar longe, mas eles querem ficar bem pertinho de você... E todo sábado!!! Por que será...? É pra cercear qualquer tipo de liberdade...?? É pra subliminarmente sugerir que você tem que dançar conforme a música...? Claro!! Jesus fazia a mesma coisa, não?? Não foi Ele que disse prá mulher adúltera, prá samaritana e prás outras mulheres discípulas que Ele ia ficar de olho nelas...? Ele disse assim: “Tô de olho em vocês...! Tentem ser vocês mesmas pra ver se eu não mando vocês pro inferno...?!” Né...?!

E os pró-legalistas...? Parece que tão sempre procurando um jeito de atacar, de perseguir e de descobrir algum errinho... Durante o culto, o pregador tá pregando sobre a graça e ele olha prá esposa balançando a cabeça negativamente e rindo, como se dissesse: “Ai, ai, ai... Esse daí não tem nada de cristão...”

Mas e a mulherada...? Ô, "amiga"!!! Ela se acha tão bonita, mas tão bonita, mas tão irresistível, que ela tem que falar lá na frente, do púlpito, no programa das mulheres, que ela é bonita mesmo...! kkkk... E experiente, e inteligente, e isso, e aquilo... É tanta coisa, mas tão mais do que você, que só te resta esperar que ela te ajude a se tornar igual a ela...!!! kkkk... Céus, era o que eu mais queria...!!! kkkk

E os amigos sem sensibilidade...? Isso é triste...! Sem comentários... Quando você mais está precisando da amizade de pessoas que te entendam, compreendam e ajudem, você leva uma porrada emocional na cara...

Pessoas que não te alcançam... Pois é... Não é culpa delas... Ninguém é obrigado a compreender a fundo aquilo que você passou... Mas é bom mencionar, porque às vezes as pessoas pensam que fulano é isso e aquilo e reagem de formas negativas, mas porque não entendem o contexto... Não conhecem absolutamente nada sobre ele...

E as senhoras...? As mais “experientes” da igreja...? Que vêm te visitar, na sua casa...! Orar por você...! Ajudar você...! Mas que mulheres boas, não...? Umas dorcas...!!! Não lembro da bíblia dizer que Dorcas se achava, que era chata e ficava enchendo o saco dos outros... Não lembro, não...

E os das salvas...? Que acham que tradição é tudo...? Te tratam bem quando você tá de saia... Quando você tá de calça, não, né... Porque obviamente significa que você é uma transviada, rebelde, anja caída, sei lá...!!! Só fico em dúvida, por que é que eu tenho que sorrir e eles podem andar sempre sisudões...

E as "miga"...?! Que querem a sua amizade, mas parece que são invejosas...? Difícil, hein...? Ser amiga desse jeito...

E os rapazes..?! Ah, os rapazes...!!! Não tem maturidade!!! Kkkk... Só!!! Só e muito mais...

Agora, um tipo de irmão bom é aquele que prega lá na frente, com uma voz bonita, uma carregada no s por causa do sotaque e que diz antes do culto, de forma muito solene, que devemos tratar bem todos os que chegam na igreja... Aí tu chega pro almoço, porque te convidaram pelo grupo, e esse irmão vê que você vai atravessar a rua, e começa a dar ré...!!! E quanto mais você tenta atravessar, mais ele dá ré!!! E vai dando ré de um jeito “sutil” como se quisesse te atropelar...!!! Mas é pro seu bem...!! Entenda!! Ainda mais depois de ele chegar exatamente do seu lado, todo vestido de terno e gravata e perguntar muito elegante e educadamente depois do quase "homicídio doloso”, se pode se sentar do seu lado...!!!

E umas cobras que existem por ali...? Você chega mal dentro da igreja e cruza com um olhar que te desdenha...? Mas elas querem o seu sorriso, gente...!!! Você tem que sorrir pra ela...!!! Não enfrenta, não... A serpente!!!

Mas graças a Deus, existem pessoas verdadeiras ali dentro também... Amigos de verdade... Que não são perfeitos, mas que graças a Deus, Ele faz entrar na sua vida... Pessoas que oram por você, que apertam sua mão, que te ouvem, que te abraçam, que te ajudam, que se importam... Sou grata por isso... E sei que não sou perfeita, mas tem horas que você quer estar bem longe dali...

A igreja só é O MELHOR LUGAR DO MUNDO, quando você encontra Cristo, ali...


Rosely T. Sales

quarta-feira, 22 de março de 2017

Ah, vá...!!



Tem gente que sempre te trata mal... Não tem um pingo de sensibilidade... Aí, um dia a pessoa aparece, parece que querendo te ajudar... Mas aquela pessoa que pensa que tem capacidade pra isso, e sem ter... Daí você ignora, ou revida, ou se afasta, e a pessoa te vira a cara como se tivesse doutorado em psicologia com mais de 30 anos de praia...

Ah, vai fazer uma terapia, vai! Pra se enxergar...!